A presença da música nas redes sociais

Pesquisas recentes revelam a importância das redes sociais para a promoção e a comunicação de músicos com seu mercado consumidor.

  • 67% das pessoas acessam o YouTube para ouvir música;
  • Dos 10 vídeos mais visualizados do YouTube, 9 são de conteúdos musicais;
  • Das 10 pessoas mais curtidas do Facebook, 9 são músicos;
  • Das 10 pessoas mais seguidas no Twitter, 7 são músicos;
  • Existem mais de 500 serviços de licenciamento de música digital operando em todo o mundo;
  • De cada 10 pessoas que se envolveram com o consumo legal de música na internet, 7 aprovaram a experiência como boa ou muito boa.

Essa realidade exige dos músicos novas estratégias de marketing alinhadas com o perfil do consumidor de cada gênero musical.

Disponibilizar as faixas de um álbum gratuitamente na internet, por si só, não configura uma estratégia. A estratégia deve ser publicar o videoclipe de uma música, criar anúncios pagos nas redes socais e aproveitar esse fluxo de informações e de pessoas para promover o show de lançamento do álbum, gerando renda para o artista.

Por fim, medir o impacto da ação: quantas pessoas visualizaram os anúncios? Quantas pessoas clicaram no link e assistiram ao videoclipe? Quantas pessoas compraram o ingresso e foram ao show de lançamento do álbum?

E também vender discos no show, expondo o mesmo repertório em diferentes formatos: vinil, CD e envelope de papelão. Além dos subprodutos como camisetas, adesivos, chaveiros, marcadores de livros, etc. Porque a venda digital não atrapalha a venda dos formatos físicos.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *