Valsa, tango, bolero… que nada, toca um forró!

No início Luiz Gonzaga usava a sanfona para tocar valsa, tango e bolero. Vestia paletó e gravata. Fazia “mais do mesmo”. Ary Barroso só lhe dava nota 2 ou 3 no concurso de calouros. Até que tocou “Vira e mexe”, um tema do Norte, e a platéia vibrou. Dessa vez o maestro deu nota 5. Então ele percebeu que o público queria a música do seu pé-de-serra. Mais tarde, na Rádio Nacional, viu um músico gaúcho vestindo aquela roupa típica, e lembrou-se do vaqueiro nordestino, do cangaceiro. A ficha caiu. Daí pra frente, tome forró!

One comment

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *