O mercado fonográfico brasileiro em 2011

Fonte: Associação Brasileira dos Produtores de Discos (ABPD)

Segundo reportaram as maiores companhias em operação no Brasil à ABPD, em 2011 o mercado brasileiro de música gravada cresceu 8,47% em relação a 2010, movimentando R$ 373,2 milhões (Físico e Digital).

Houve crescimento tanto nas vendas de CDs, como nas de DVDs musicais e receitas digitais, aí incluídos Internet e Telefonia Móvel.

A expectativa é de que o mercado digital apresente, em 2012, forte crescimento, impulsionado pelo iTunes e vários outros serviços online já em operação ou em vias de iniciar atividades no país.

O mercado brasileiro de música gravada deve subir da 10ª para a 8ª posição no ranking mundial.

Em 2011, houve crescimento tanto nas vendas de CDs e DVDs musicais, quanto nas receitas auferidas pelo setor com vendas e licenciamentos diversos na área digital. Segundo o balanço realizado anualmente pela ABPD – Associação Brasileira dos Produtores de Discos, em 2011 o setor cresceu 8,4% (vendas físicas + digitais), o que resultou num faturamento anual de R$ 373,2 milhões, em valores do atacado ao varejo.

As vendas físicas (CDs + DVDs + Blu-Rays) registraram crescimento de 7,6%, com a movimentação de R$ 312,3 milhões em 2011.

Já o crescimento do faturamento dos diversos modelos de negócio da área digital foi de 12,8% em 2011, representando R$ 60,9 milhões.

As receitas digitais já representam 16% do mercado total de música no Brasil, ficando os CDs com 53% e os formatos de vídeos musicais, que incluem DVDs e Blu-Rays, com 31% de participação.

MERCADO DIGITAL

As receitas dos diversos formatos da área digital, auferidas pelas companhias que reportaram estatísticas à ABPD em 2011 tiveram um crescimento de 12,8% em 2011, totalizando R$ 60.852.970.

2007 2008 2009 2010 2011
Faturamento (R$)

Vendas Digitais

24.287.188 43.503.539 42.778.577 53.964.412 60.852.970
Crescimento 185% 79,1% – 1,7% 26,2% 12,8%
Participação dentro do Mercado Total 8% 12% 11,9% 15% 16%

Com relação às receitas advindas da Internet, houve crescimento, de um modo geral, em quase todos os formatos de negócios digitais, com destaque para os downloads pela Internet de músicas avulsas (+310,7%) e álbuns completos (+51,2%), e subscrição de serviços de streaming (+20,6%). Na área de Telefonia Móvel, o crescimento foi impulsionado principalmente por “Master Ringtones” (+12,6%) e “Ringback Tones” (+2.516,3%).

MERCADO FÍSICO

Em 2011 as vendas dos formatos físicos, ou seja, CDs, DVDs e Blu-Rays, voltaram a crescer no Brasil, tendo as maiores companhias em operação no País, faturado R$ 312.346.247 em vendas físicas de suportes com conteúdo musical. O crescimento registrado foi de 7,6% em relação a 2010. Estes valores corresponderam a um total (áudio e vídeo) de 24.920.737 unidades.

VENDAS TOTAIS CDS + DVDS + Blu-Rays

Ano Vendas Totais (R$) Unidades Vendidas
2010 290.298.390 24.732.328
2011 312.346.247 24.920.737
Variação 2010/2011 7,6% 0,76%

Quando se avalia somente os formatos físicos, observa-se que a música nacional ainda segue sendo o “carro chefe” das vendas no Brasil com 73,5% de participação em 2011 para as vendas em unidades de música brasileira, registrando um aumento de mais de seis pontos percentuais em relação à participação do conteúdo nacional no ano anterior, ficando em 2011 o repertório internacional com 25,2% e o Clássico com 1,3% das vendas totais.

Vale ressaltar que dos 20 CDs mais vendidos em 2011, 15 foram de produtos brasileiros, e dos 20 DVDs musicais mais vendidos, 16 títulos foram nacionais.

VENDAS DE CDS

As vendas de CDs cresceram 6,5% em faturamento no último ano. Desse total, 73,5% das unidades vendidas foram de produtos nacionais, 25,6% internacionais, e os 0,9% restantes, música clássica. O total do faturamento com CDs atingiu R$ 196.495.867 (valores do atacado ao varejo), correspondentes a 18.176.280 unidades vendidas.

Ano Vendas Totais de CDs (R$) Unidades Vendidas
2010 184.596.148 18.163.573
2011 196.495.867 18.176.280
Variação 2010/2011 6,5% 0,07%

VENDAS DE VÍDEOS MUSICAIS (DVDs + BLU-RAY)

As vendas de DVDs e Blu-Rays tiveram um crescimento de 9,6% em 2011, se comparadas a 2010. O total do faturamento com DVDs e Blu-Rays atingiu R$ 115.702.242 (valores do atacado ao varejo), com 6.744.457 unidades vendidas.

Ano

Vendas Totais de Vídeo (R$)

DVDs + Blu-Rays

Unidades Vendidas
2010 105.702.242 6.568.755
2011 115.850.379 6.744.457
Variação 2010/2011 9,6% 2,67%

Nas vendas de DVDs e Blu-Rays musicais por repertório, o conteúdo audiovisual nacional representou 73,6% do total, e o internacional 23,3%. Os 2,1% restantes foram representados pelas vendas, em unidades, de música clássica.

Segundo o Presidente da ABPD, Paulo Rosa, “o mercado de CDs e DVDs musicais no Brasil apresentou em 2008, 2009 e 2010, um quadro de estabilidade. Em 2011, o desempenho do mercado físico de CDs e DVDs, com crescimento de quase 8% em relação a 2010 foi influenciado de forma geral pelo bom desempenho da economia brasileira e do consumo interno aquecido. Alguns artistas/álbuns especificamente, entretanto, tiveram destaque especial e contribuíram decisivamente para este resultado. É o caso, por exemplo, do CD e DVD “Ao Vivo” de Paula Fernandes e do CD “Ágape Musical” do Padre Marcelo Rossi, ambos com vendas no ano passado, em um patamar bem acima do que hoje se considera um lançamento de sucesso no mercado brasileiro. Já no mercado digital, as receitas vêm mantendo ritmo de crescimento constante e sustentável e as perspectivas para 2012 e os anos seguintes são bastante positivas, se levarmos em conta que os principais lançamentos de novos serviços digitais se deram já no último trimestre do ano, como por exemplo, o Oi Rdio (streaming) e o iTunes (downloads), este lançado apenas na metade de Dezembro de 2011, ou seja, o resultado destes e outros novos serviços digitais ainda está por ser realmente contabilizado em 2012 e nos anos seguintes. Há uma perspectiva bastante positiva também, em função da possibilidade de aprovação no Senado Federal da Imunidade Tributária para a música brasileira, o que vai beneficiar tanto o mercado físico quanto o digital de conteúdo musical nacional. Há vários desafios ainda, principalmente no desenvolvimento do mercado digital, questões ligadas aos novos hábitos de consumo na Internet, pirataria, etc., mas quero acreditar que o setor fonográfico, que experimentou desde o final da década de 90, um encolhimento como nenhum outro segmento da economia da cultura vivenciou, começa a dar claros sinais de recuperação, baseada em um portfólio de receitas cada vez mais variado, venham elas do mercado físico ou do digital”.

Os 20 CDs Mais Vendidos de 2011

ARTISTA ALBUM GRAVADORA
1 Padre Marcelo Rossi Ágape Musical Sony Music
2 Paula Fernandes Paula Fernandes Ao Vivo Universal Music
3 Paula Fernandes Pássaro de Fogo Universal Music
4 Luan SantanaSantana Luan Santana – Ao Vivo no Rio Som Livre
5 Padre Robson Padre Robson – Nos Braços Do Pai Som Livre
6 Padre Fábio de Melo No Meu Interior Tem Deus (Ao Vivo) Sony Music
7 Padre Reginaldo Manzotti Milhões de Vozes Ao Vivo Som Livre
8 Adele 21 Sony Music
9 Damares Diamante (Gospel) Sony Music
10 Caetano Veloso e Maria Gadu Multishow Ao Vivo Universal Music
11 Beyoncé 4 Sony Music
12 Rebeldes [Brasil] Rebeldes (Brasil) 2011 Emi Music
13 Lady Gaga Born This Way Universal Music
14 Marisa Monte O Que Voce Quer Saber de Verdade Emi Music
15 Justin Bieber Under The Mistletoe Universal Music
16 Pastora Ludmila Ferbera Lud O Poder Da Aliança Som Livre
17 Victor & Léo Amor de Alma Sony Music
18 Seu Jorge Musicas Para Churrasco Vol. I Universal Music
19 Padre Reginaldo Manzotti Em Deus Um Milagre Som Livre
20 Amy Winehouse Back To Black Universal Music

Os 20 DVDs Mais Vendidos de 2011

ARTISTA ALBUM GRAVADORA
1 Paula Fernandes Paula Fernandes Ao Vivo Universal Music
2 Adele Live At The Royal Albert Hall (DVD/CD) Sony Music
3 Luan Santana Luan Santana – Ao Vivo no Rio Som Livre
4 Patati Patatá Patati Patatá – Coleção (4 DVDs) Som Livre
5 Balão Mágico A Turma do Balão Mágico Sony Music
6 Xuxa Xuxa – Volume 1 ao 8 Som Livre
7 Padre Reginaldo Manzottieginaldo Manzotti Milhões de Vozes ao Vivo Som Livre
8 Roberto Carlos Elas Cantam Roberto Carlos Sony Music
9 Xuxa XSPB 11 Sony Music
10 U2 U2 360° At The Rosebowl Universal Music
11 Padre Fábio de Melo No Meu Interior Tem Deus (Ao Vivo) Sony Music
12 Louvor Diante do Trono Diante do Trono 14 – Sol da Justiça Som Livre
13 Caetano Veloso e Maria Gadu Multishow Ao Vivo Caetano e Maria Gadu Universal Music
14 Gusttavo Lima Gusttavo Lima e Você Ao Vivo Som Livre
15 Beyoncé Live At Roseland: Elements Of 4 Sony Music
16 Amy Winehouse I Told You I Was Trouble Universal Music
17 VáriosVários Galinha Pintadinha 2 Som Livre
18 Ivete Sangalo Ao Vivo no Madison Square Garden Universal Music
19 Diogo Nogueira Sou Eu EMI Music
20 Roberto Carlos Roberto Carlos – Emoções Sertanejas Sony Music

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *